COMPARTILHAR

1º passo: Autoconhecimento

Você precisa se conhecer minimamente para saber o que quer fazer. Caso tenha um perfil mais urbano, provavelmente, não vai curtir fazer Agronomia ou Biologia. Se você gosta de animais e plantas, talvez não curta tanto as profissões que te exijam um expediente em um escritório.

2º passo: Gostos e habilidades

Ok, é hora de listar seus gostos e habilidades – tanto os que você já tem quanto os que deseja desenvolver. Depois, é hora de refletir: quais desses itens eu consigo me ver usando no dia a dia do meu curso e da minha profissão e quais deles eu prefiro deixar como hobby? Organize-os em dois grupos de acordo com essa divisão e procure carreiras que exijam o que está no primeiro grupo.

3º passo: Mergulho no mundo das profissões

Depois de se entender, procure saber mais sobre as profissões que te interessam. Dê uma lida no Guia do Estudante para saber, por exemplo, o que o dentista faz, como é o curso e o mercado de trabalho. Para ficar mais fácil, anote – é mais fácil para organizar os pensamentos.

4º passo: Peneire

Pense nas suas habilidades e nas informações que você tem sobre as profissões. Analise: em quais carreiras você conseguirá expandir seus conhecimentos? Pense no que quer fazer e veja se aquelas profissões vão te permitir isso. Quem gosta de escrever talvez tenha pouco prazer em Ciência da Computação, por exemplo.

5º passo: Converse

De dez cursos, você separou quatro? Acalme-se, já está melhor do que antes. Para ter uma visão mais realista da profissão, converse com alguém que fez o curso. Essa pessoa pode te falar o que há de bom e ruim na faculdade. Também pode revelar as dificuldades do mercado de trabalho. Para não ficar refém de uma única visão, fale com duas ou três pessoas.

6º passo: Alinhe habilidades, sonhos e oportunidades

Depois de pesquisar e conversar, ainda tem dúvida? De novo, volte-se para você. Pense no que você deseja fazer daqui a cinco anos. Caso seu sonho seja ser um profissional que viaja por vários países, escolha profissões que te permitam isso. Caso prefira uma vida mais estável, escolha profissões com maior receptividade no mercado de trabalho.

7º passo: Relaxe

É muita informação e responsabilidade, então, depois de pensar e pesquisar muito, descanse. Dê uma cochiladinha, uma volta na praça. Converse sobre outras coisas e só então decida. Com determinação, mas lembre-se de que, caso não goste do curso, é sempre possível mudar de rumo. Parafraseando o poeta Antônio Machado: ‘Caminante, el camino se hace al andar’.

Fonte: Guia do Estudante