COMPARTILHAR

* Ter facilidade no relacionamento interpessoal – Ele vai saber ceder, negociar, lidar com a necessidade do outro.

* Ser mais equilibrado e responsável – Aprendendo a lidar com frustrações desde cedo, ele terá mais controle de suas emoções e saberá que suas atitudes têm consequências.

* Saber lidar com diferenças – Se a criança não aprende a ouvir “não”, só irá se relacionar com os mais frágeis que ela, pois não saberá argumentar e lutar pelo que quer.

* Lidar melhor com a rotina – Disciplina é fundamental para se organizar em relação a estudo e trabalho, por exemplo.

* Ser capaz de tomar decisões por si mesmo – Quando a criança recebe limites, também aprende a ser autônoma, sem ter tudo pronto da forma e na hora que quer.

* Trabalhar em grupo – Ao enxergar e respeitar o próximo, ele saberá ouvir e também expor sua opinião. Essa aptidão para conviver em equipe é muito analisada nas dinâmicas de grupo para estágios e empregos, por exemplo.

* Aliar prazer com dever – Os combinados, as recompensas e os castigos ensinam que a criança precisa se esforçar e fazer por merecer.

* Lidar melhor com o dinheiro – Se a criança ganha tudo o que pede, ela não aprende o valor do trabalho e do dinheiro.

Fonte: Revista Crescer