COMPARTILHAR

Com o surgimento das novas ferramentas de comunicação, a preocupação com a pontuação pode não ser prioridade. No entanto, é preciso estar alerta para que a redação profissional não passe a imagem do desleixo, da ambiguidade, da confusão.

Como exemplo, veja dois trechos comuns nos e-mails corporativos:

1. “O diretor-executivo, encaminhou o processo aos estagiários.”

2. “O diretor-executivo encaminhou, o processo aos estagiários.”

Caro leitor, em nosso comum sistema oracional, não se deve separar a relação “sujeito-verbo” (S-V) ou “verbo-complemento” (V-C) por meio de uma vírgula. Em termos mais simples, nada de vírgula isolada entre “S-V” e “V-C”.

Como prática, assinale a alternativa correta quanto à pontuação, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa:

(A) Um amigo declarou que meu pé de milho era capim. Outro amigo, que era cana. Já viu, leitor, um pé de milho?

(B) Um amigo declarou: que meu pé de milho era capim. Outro amigo, que era cana. O leitor já viu, um pé de milho?

(C) Um amigo, declarou que meu pé de milho era capim. Outro amigo que era cana. Já viu leitor, um pé de milho?

(D) Um amigo declarou, que meu pé de milho, era capim. Outro amigo que era cana. O leitor, já viu um pé de milho?

(E) Um amigo declarou: meu pé de milho era capim. Outro amigo: que era cana. Já viu leitor um pé de milho?

A princípio, perceba como as opções “b”, “c” e “d” ferem o princípio da pontuação, com a vírgula isolada entre sujeito-verbo e complemento-verbo.

Em contrapartida, lembremo-nos de que o vocativo (expressão de chamamento) deve ser isolado pela pontuação. Na letra “e”, a palavra “leitor”, sem o uso das vírgulas, causa enorme confusão.

Sendo assim, resta-nos a opção “a”, adequadamente pontuada. A dúvida maior, talvez, esteja no uso da vírgula após a expressão “outro amigo”.

Em nossa Língua, tal sinal de pontuação pode sim sinalizar “zeugma” (omissão de termo anteriormente enunciado). Usar a vírgula assim é questão de objetividade e clara sinalização a um termo anterior.

Para finalizar, os sinais de pontuação são o caminho de organização de uma oração, um parágrafo, um texto. Usá-los com consciência pode passar uma excelente imagem profissional.

Diogo Arrais

Fonte: Exame.com